segunda-feira, 2 de março de 2009

Portos & Hidrovias


Festejamos a decisão do DNIT de investir nas hidrovias, mas a capacidade de transporte deve ser muito maior.
A verdade é que esse potencial será definido por fatores macroeconômicos e é impossível afirmar um número de quanto as hidrovias podem transportar de carga. São muitas variáveis, como o desenvolvimento econômico e da atividade hidroviária em cada uma das bacias. Isso sem levar em conta o número de empresas que vão aderir ao modal, o volume de carga que será necessário transportar e o investimento que a iniciativa privada irá realizar.
Em função da economicidade, esse número é muito flexível. Qualquer número que se disser, será aceito. O que vai dizer se é verdadeiro ou não será o mercado e a economia. Isto porque, na medida em que o Brasil demanda crescimento, aumenta e consolida a economia, as hidrovias se mostram como a alternativa econômica viável para transportar grandes volumes."
(deputado Luis Cunha, presidente da Frente Parlamentar Pró-Hidrovias e Portos do Pará, em entrevista à agência Amazônia).
Hoje, ele foi entrevistado por Santino Soares, no programa Bom Dia Cidadão, na Rádio Liberal AM. Luis Cunha também é membro titular das comissões de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor e de Educação, Cultura e Saúde, líder e vice-presidente estadual do PDT. Veja aqui um pouco do que rolou, no videocast no blog Bom Dia Cidadão.

Há vagas

Um passarinho lá do TCE soprou que o deputado Parsifal Pontes é candidato a uma vaga de conselheiro.

Eleição no IPALEP

Antonio Rocha (PMDB) foi eleito hoje presidente do IPALEP, o Instituto de Previdência dos deputados estaduais do Pará. Estava reunida a velha guarda da Alepa: Mário Chermont, João Augusto Oliveira, Lauro Sabbá, Jorge Arbage, Santana Costa, Francisco Ramos.

Bebida & direção

O D.O.E. de hoje publica a lei nº 7.245, sancionada pela governadora Ana Júlia Carepa no dia 26 de fevereiro, que torna obrigatória a divulgação da expressão "Se beber, não dirija!" em todos os cardápios e propagandas de bares, restaurante e boates do Pará. A frase deve ser impressa em local visível e com destaque, em cor diferente do restante do texto. O descumprimento da determinação poderá acarretar multa para o estabelecimento.

Meio eletrônico

Alexandre Von passa o dia em Belém gravando as peças de rádio e TV para sua campanha à prefeitura de Santarém.

Pantera detonando

Mas quem diria! O Paysandu perdeu por 3 a 2 para o São Raimundo, que virou o bicho papão dos times da capital, embolsou mais de R$ 80 mil e está credenciado para disputar a semifinal do segundo turno e a vaga paraense para a Série D do Campeonato Brasileiro. Domingo tem mais! Te cuida, Leão. O Pantera Negra santareno está com tudo!